Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
 
Home PROGRAMAS DE ACÇÃO EEC - Estratégias de Eficiência Colectiva

PROVERE – “Programas de valorização económica de recursos endógenos” com Reconhecimento Formal como Estratégia de Eficiência Colectiva PROVERE

  • “Reinventar e Descobrir – Da Natureza à Cultura” – Promotor Líder: Associação de Municípios do Litoral Alentejo

    Visa afirmar o Alentejo Litoral e Costa Vicentina como um destino de turismo e lazer em que se interligam e complementam as características naturais e de biodiversidade e iniciativas de animação e valorização para fruição do território como um todo.

  • “O montado de sobro e cortiça” – Promotor Líder: Município de Coruche

    Visa a procura de novas aplicações práticas, nomeadamente para a utilização da cortiça, valorizando-a enquanto produto natural, com valor biológico e com um balanço positivo na economia de carbono. No que respeita à valorização do montado, com esta EEC pretende-se a busca de novas soluções ao nível silvícola tendo em vista a preservação das espécies, possibilidade de novas utilizações da cortiça e desenvolvimento de maior flexibilidade na produção de soluções por forma a encontrar/criar novos mercados.

  • “AMBINOV – Soluções Inovadoras em Ambiente, Resíduos e Energias Renováveis” – Promotor Líder: Município da Chamusca

    Assenta essencialmente no Tratamento e Valorização de Resíduos e Energias Renováveis enquanto motores de negócio e salvaguarda do equilíbrio ecológico visando a consolidação e densificação da fileira ambiental e de tratamento de resíduos já existente com alguns equipamentos de importância nacional.

  • “Zona dos Mármores” – Promotor Líder: Município de Borba

    O programa de Acção apresentado assume o Mármore como recurso económico multidimensional. Enquanto recurso endógeno o mármore revela enorme plasticidade, não limitando a sua relevância à dimensão produtiva. Neste contexto, é assumido como recurso criativo, paisagístico, histórico e milenar e também como recursos turístico. É feita uma forte aposta no turismo industrial e criativo.

  • “InMotion: Alentejo Turismo e Sustentabilidade” – Promotor Líder: ICNB – Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade

    Com base na noção de turismo sustentável, pretende-se afirmar o Alto Alentejo e concelhos adjacentes do Alentejo Central como um destino de turismo e lazer recorrendo a um conjunto de intervenções que combina a qualificação dos recursos com a promoção/fixação de iniciativas de animação para fruição do território como um todo.

  • “Valorização dos Recursos Silvestres do Mediterrâneo – Uma Estratégia para as áreas de baixa densidade do Sul de Portugal” – Promotor Líder: Município de Almodôvar

    Visa a exploração diversificada de um conjunto de recursos autóctones, cujo potencial tem sido desvalorizado, mas que se encontram perfeitamente adaptados às condições edafo-climáticas da área de intervenção e a identificação de novas oportunidades de mercado para recursos ainda não explorados comercialmente. Alguns dos recursos já identificados e que serão alvo desta estratégia serão os produtos apícolas, a cortiça, a pecuária, as plantas aromáticas e medicinais, os cogumelos, o medronho as ervas silvestres comestíveis, a alfarroba e os frutos silvestres, (produtos florestais não lenhosos, entendidos como um conjunto de produtos, provenientes da floresta mediterrânica), que têm um elevado potencial de qualidade (DOC, DOP, DO, ETG, IGP, IG) e de valor estratégico, numa perspectiva de desenvolvimento económico deste território de baixa densidade.

  • “A Cultura Avieira a Património Mundial” – Promotor Líder: Instituto Politécnico de Santarém

    Com base no conceito da Cultura Avieira e na preparação de candidatura a Património Nacional (numa perspectiva de mais tarde vir a ser qualificado como património europeu), pretende-se afirmar a Cultura Avieira como Património Nacional e nesta sequência desenvolver actividades turísticas e de lazer recorrendo a um conjunto de intervenções que combinam a qualificação de um conjunto de recursos imateriais (saberes) com a qualificação física de recursos, com a promoção/fixação de iniciativas de animação e produtos turísticos visando a fruição do território como um todo.

 


 
Faixa publicitária

EVENTOS

Ano 2015


linha_bottom
Inalentejo Qren EU ccdra